quarta-feira, 2 de maio de 2012

A importância de escolher padrinhos (batismo, crisma e casamento)




Esse é um tema que gosto demais. Faço questão de escrever e compartilhar para que as pessoas conscientizem de seus atos e futuros atos. E procurem errar menos.

Infelizmente, as pessoas perderam o significado dessa escolha ou não tem noção da importância de escolher um padrinho, seja de batismo, crisma e até de casamento. Sou católica, fui batizada e crismada e tenho meus padrinhos de batismo e crisma. Pessoas da família, pessoas queridas, mas SEM NENHUM preparo para esse encargo. Não as culpo .. foi apenas um erro de escolha dos meus pais. 

O que adianta escolher irmãos, tios para serem padrinhos de batismo ou crisma, se eles não sabem o verdadeiro significado? O que adianta fazer esse convite se eles não comungam a mesma fé dos pais? É triste.... mas geralmente, os padrinhos são escolhidos por serem pessoas queridas da família ou pessoas que temos afinidades. Mas só isso não basta. Ao aceitar o convite para batizar um bebê, os padrinhos assumem, junto com os pais, a responsabilidade pela educação religiosa da criança. Para ser padrinho ou madrinha, é importante que a pessoa tenha capacidade para esta missão e verdadeira intenção de desempenhá-la. Não se convida para padrinho ou madrinha alguém apenas porque é importante, porque é da família ou porque tem dinheiro. Convida-se porque é alguém que tem fé, que vivencia e comunga a mesma fé dos pais, e que está disposto a dar o presente da presença. Quando se convida um casal, é preciso que este seja casado na Igreja, não basta viver juntos, pois vivem uma situação irregular diante da Igreja. E como a criança vai se tornar cristã, ela tem direito a viver num lar cristão. 

Como a comunidade não pode acompanhar individualmente seus batizados, conta com os pais e padrinhos, que se responsabilizam pelo processo de crescimento na fé. Isso exige escolher pessoas da comunidade, próximas, engajadas em pastorais, evangelização e grupos religiosos, de tal forma que o afilhado possa ter nelas inspiração para sua vida.  Do contrário, o que ele dirá sobre os seus padrinhos, que deveriam ser exemplos?

É tão importante ter essa consciência, meu Deus!!. Vejo pais escolhendo padrinhos de batismo sem a menor noção do que estão fazendo, uns com religião diferentes, casais que não são casados, outros em situações irregulares e aí vai (são tantas situações precárias). Falo isso com muita propriedade, porque "não tenho" madrinhas presentes. São católicas, mas não praticam a fé, nunca me acompanharam e nunca falaram de Cristo para mim. E eu sempre digo, um dia quando for madrinha de batismo ou crisma de alguém vou fazer tudo que elas não fizeram por mim. Cresci e desenvolvi essa consciência. 

Os padrinhos e madrinhas precisam ter valores e pensamentos semelhantes aos dos pais das  crianças.

Muita atenção na escolha dos padrinhos, já que eles serão parte fundamental e presente na vida da criança. E ao aceitar o convite para ser madrinha ou padrinho, tem que se ter em mente as responsabilidades que essa honra trás.

Isso vale também para padrinhos de casamento, a escolha deve ser bem pensada: devem ser casais casados na igreja, devem ter a mesma fé dos noivos. Os padrinhos devem ajudá-los no crescimento e formação espiritual desse novo casal. Não busquem padrinhos apenas por afinidades e boas condições financeiras. 

Conscientizem, irmãos!!!!


Um comentário:

  1. Vejo que você tem consciência do papel dos padrinhos e da importância de se ter a mesma a fé para dar testemunho de vida cristã aos seus afilhados. Parabéns!

    ResponderExcluir